Fórum Michael Jackson Brasil


 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [TELEGRAPH] Entrevista com diretor de "Billie Jean"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
applehead7
Admin
avatar

Mensagens : 136
Data de inscrição : 09/07/2013
Idade : 18
Localização : Porto Alegre, RS

MensagemAssunto: [TELEGRAPH] Entrevista com diretor de "Billie Jean"   12/12/2014, 13:13


Steve Barron é responsável por alguns dos videoclipes mais emblemáticos já feitos. A lista de artistas que ele trabalhou nos anos 80 é impressionante: A-ha; David Bowie; Fleetwood Mac; The Human League; Madonna. No topo da lista, no entanto, fica Michael Jackson. Aqui, Barron conta os bastidores de como o vídeo do hit de 1982 de Michael Jackson, Billie Jean, foi feito.

A OFERTA

"Por essa época [1982], eu tinha feito 15-20 vídeos de música, incluindo o que foi número um no Reino Unido na época: "Don't You Want Me" - The Human League. O nome de Michael Jackson não estava na boca de todos. Lembre-se que trata-se de meses antes de "Thriller" sair. Havia, é claro, uma magia em Michael Jackson tocando você, mas de uma maneira eu estava mais animado sobre Human League. Minha esposa estava grávida do meu primeiro filho na época e minha reação inicial foi, 'Oh, eu não acho que eu vou ser capaz de fazer isso.' Não foi um caso de 'nós temos que fazer isso.' Foi a minha esposa que me convenceu."

O RESUMO

"O empresário de Michael Jackson disse que Michael queria que o vídeo fosse mágico, que ele [Michael] tinha visto Don't You Want Me, e achou o visual cinematográfico. Michael queria que este fosse um pedaço de um filme, ao contrário de um clipe com uma história."

ORÇAMENTO

"US$ 50.000. Era o dobro do orçamento que eu já tinha sido convidado para trabalhar anteriormente. Para colocar isso em perspectiva, porém, quando Beat It foi lançado cinco semanas mais tarde, o orçamento foi de US$ 300.000. E quando eles lançaram Thriller, foi de US$ 2 milhões. Assim, no espaço de três meses, o orçamento Billie Jean havia se tornado minuto."

A INSPIRAÇÃO

"Eu vim com a ideia [de Billie Jean] baseado em uma ideia que eu tinha tido em um vídeo anterior para Joan Armatrading: The Midas Touch. Assim, o plano era de que em todos os lugares que Michael passasse, tudo iria brilhar e virar ouro na luz. Eu escrevi o conceito em um fax e envieu para Michael esta página e meia de conteúdo e eles disseram: 'Michael realmente gostou dele, ele realmente quer que ele se sinta como um Peter Pan'. Então, foi um caso de "sim, você está lá, vamos lá e fazer, nós gostamos do conceito."

O FILME

"Usamos um filme de 16mm. A razão por não usar 35mm - eu tinha acabado de filmar Don't You Want Me em um 35mm - é que não foi suficiente no orçamento."

CONHECENDO MICHAEL

"Ele era doce, super quieto, super suave, e realmente curioso sobre os planos para o vídeo e, em seguida, mais tarde, ele queria saber mais sobre mim."

ANTES DAS GRAVAÇÕES

"Eu tenho um bom amigo meu para fazer os storyboards, me sentei com Michael e mostrei os quadros e havia dois quadros em branco no coro porque o gerente havia dito que ele poderia estar fazendo alguma dança. Ele explicou que Michael vinha praticando em frente ao espelho.

Falei com Michael através da idria deste detetive particular segui-lo, o que foi vagamente baseado no que ele tinha me dito como conceito básico para a música - algo que ele tinha lido em um jornal sobre um detetive particular."

MOMENTOS DE GENIALIDADE DE MICHAEL

"Então, nós corremos por isso com ele, cena por cena. E quando chegou ao local para a cena com a loja de câmeras, com as câmeras todas disparando, provocando a sua energia, provocando o Midas Touch de novo, Michael disse que teve essa ideia.

'Que tal se uma das outras lojas da rua fosse uma alfaiataria com alguns manequins na janela. Quando eu passar por ele, antes ou depois da loja de câmeras, os manequins ganham vida, e eles saltam para fora atrás de mim e eles dançam comigo?', Eu absolutamente adorei, pensei que era um conceito surpreendente, é realçada a tudo. Ele estava certo em conceito, à direita na história e apenas uma ideia genial.

Após essa reunião, eu cheguei para o meu produtor e disse: 'Michael teve uma ótima ideia. Precisamos mudar essa loja, o terceiro ao longo ou o que quer, é preciso obter alguns manequins em, obter alguns dançarinos, fazer ensaios. Precisamos obter um coreógrafo, figurinista, e eu preciso de um par de horas mais para filmar isso de uma certa maneira, porque isso vai ser após a primeira dança.'

Meu produtor trabalhou nisso e disse iria custar US$ 5.000 dólares a mais e a CBS [gravadora de MJ] disse que não. Eles disseram 'Não, nós não estamos pagando um centavo a mais, nós já lhe dissemos, você tem 50 mil dólares e é isso.'

UM GOLPE DE SORTE

"Eu presumi que alguém iria dizer para Michael que não poderíamos pagar a sua ideia. Acho que metade de mim estava esperando ele dizer 'Eu vou pagar por isso', mas ele não fez. Eu tenho um telefonema na noite de sexta - eu estava dormindo, por isso era um daqueles momentos "onde estou" - e era Michael ao telefone, o que era estranho, porque ele não me parece alguém que faria seus próprios telefonemas. Foi como 'Hey Steve, eu estive pensando que não devemos fazer a dança no vídeo de amanhã. Eu pensei, 'eu não vou estragar tudo. Ele está cancelado, então qual é o ponto em dizer a ele sobre o orçamento, quando ele percebeu que ele não quer fazer de qualquer jeito?' 

Eu entendo por que ele não fez isso, criativamente, porque eu acho que nesse ponto, ele estava pensando em Beat It e ele estava pensando em Thriller. Não fazer essa boa ideia foi decepcionante, é como a cena que faltava que eu teria adorado ter filmado na verdade. Acho que teria feito o vídeo melhor."

NO DIA DA FILMAGEM

"Eu estava confortável em torno do set, era apenas mais uma gravação até que ele começou a dançar."

A DANÇA

"Tinham me dito no dia anterior que as pedras do calçamento não ascenderiam todas, que Michael não poderia ir para onde ele queria ir. Haviam 11 que iluminavam e eles estavam todos em um padrão de skotch hop que eles tiveram de decidir aleatoriamente durante a noite. Eu tinha que dizer, 'Michael sinto muito, mas há esta pedra que se acende, e depois fazem estes dois, e então estes dois e depois que um faz.'

Não tinha visto nenhum ensaio nem nada, estava a adivinhar o ele ia fazer. Eu acho que ele tinha praticado alguns movimentos, mas como vamos reuni-los seria um mistério. Ele olhou tudo muito cuidadosamente e olhou para o que eu tinha falado dele e então eu disse: 'Michael, vamos apenas fazer alguns ensaios', e ele disse, 'podemos apenas filmar isso?'

Quando o coro se aproximou, ele começou a mover a perna um pouco mais, e em seguida, o refrão bateu e ele surgiu para esta dança que era diferente de tudo que eu já tinha visto. Foi extraordinário, instintivo. Ele puxou todos juntos e transformou-o no que nós vimos. Eu fiquei aquecido, definitivamente aqueceu a energia que ele estava dando. A câmera literalmente embaçou, por causa do meu calor do que estava vendo. Ele quase desapareceu em uma névoa através da lente, o que tornou ainda mais como um momento totalmente surreal."

A EDIÇÃO

"Conheci Michael em Covent Garden, apenas por Longacre, e era uma facilidade de pós-produção. Lembro que estávamos quase a noite toda fazendo isso porque foi um retorno muito rápido, como de costume. Ele passou a ser em Londres, então foi perfeito sincronismo. Eu me lembro ele deitado no sofá na parte de trás e em um ponto, ele olhou para uma das telas e disse, 'Eu gosto dessa parte' e de fato [ele estava olhando para] uma tela dividida. Ele pensou que as três divisões estavam lá para ele escolher um... Eu não disse nada."

UM VÍDEO VIRAL

"Tudo o que me lembro era que, cerca de duas semanas mais tarde, soube que a MTV não ia exibir Billie Jean. Eles disseram que não era seu público. Então eu ouvi e ouvi muitas histórias, que a CBS telefonou para MTV absolutamente furiosa: 'Como pode este enorme hit Pop, com um vídeo massivo, e um grande artista não ser o seu público. Quem é seu público?'

Eles disseram que eles representaram a América média. Não acho que branco ou preto nunca foi usado. MTV estava em sua fase inicial. Eles não sabiam quem eram, não sabiam o que eles se tornariam, e certamente não sabiam que Michael Jackson ia se tornar a MTV. Eles estavam lutando contra a coisa que os colocaram no império que tornaram-se."

Fonte: Telegraph l Tradução: Michael Jackson Brasil 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mjjzone.com
 
[TELEGRAPH] Entrevista com diretor de "Billie Jean"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [YT] Madonna cantando e dançando Billie Jean
» Campanha dos fãs para que o Fantástico exiba Hollywood Tonight
» Relaxe e aproveite...
» O que te fez sorrir hoje
» Efeitos do baixo em Michael Jackson

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Michael Jackson Brasil :: Debate :: BEHIND THE MASK-
Ir para: