Fórum Michael Jackson Brasil


 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 "Reset?" [+18]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Bia



Mensagens : 1
Data de inscrição : 18/02/2015
Idade : 20
Localização : São Paulo - Brasil

MensagemAssunto: "Reset?" [+18]   3/6/2015, 16:42

Olá usuários do Michael Jackson Zone! :3
Eu sou a Bia e vim trazer uma Fanfic fresquinha pra vocês, acabei de escrever esse prólogo. É bem detalhado, gosto assim e espero que gostem também.
P.S.: Não sei se posso postar aqui, mesmo assim vou tentar. Caso eu esteja quebrando alguma regra, minhas sinceras desculpas para os administradores.
Meus cumprimentos.
Boa leitura.

"Reset?"

Prólogo

E tudo recomeça outra vez.
Nova vida, novo mundo, novo tudo. Cabelo novo, roupas novas, novo ap.... Mas e o coração? Bem... Isso acho que não tem como rejuvenescer.
Meu nome é Beatriz, mas por favor me chame de Bia. Isso é uma das poucas coisas que mantive de quem eu sempre fui, meu apelido. Curto, simples, forte. Assim como a minha presença. Posso passar despercebida se eu quiser, mas acho que me cansei disso, definitivamente.
Me acostumei a levar a vida dessa forma por ser mais simples, confesso que por ser mais cômodo também. Me julgue, você pode. Aliás, não pode não, afinal você nem ao menos me conhece.
Então vamos partir daqui; do momento em que eu comecei a me conhecer...
Foi há mais ou menos uns dez anos atrás que tudo começou. Olhava as pessoas na rua com suas vidas atarefadas, correndo de um lado pro outro como baratas. E a todo momento eu pensava: Eu não... Comigo não será assim! O que me fazia mais desgostosa de toda aquela movimentação desenfreada eram as caras de insatisfação. Ora, mas estavam indo trabalhar, deveriam estar contentes... Não estavam. Não sei se nunca estavam, ou se já estiveram, porém a feição que sustinham me fazia sentir pena e esse era um sentimento que me doía sentir.
Sentada ali, naquele pequeno “murinho” de concreto que rodeava um amontoado de pequenas árvores, eu pensava e pensava. Já havia decidido, só faltava decretar. E assim estava. Não havia dinheiro no mundo que me comprasse, eu seria uma dançarina.
Depois de tomar essa decisão, mais alguns anos se passaram, e eu ainda mantinha minha promessa secreta. Tão jovem e cabeça dura, pelo meu gênio forte não voltaria atrás nunca. O tempo foi passando, os anos de colégio sendo finalizados um a um até chegar ao temido Ensino Médio. Aquilo era um inferno pra mim, tanto porque os anos de inversão me fizeram cada vez mais tímida. Nem mesmo eu entendia o porquê da dança enraizada no meu sangue, no meu coração.
Tentava encontrar semelhanças entre mim e minha mãe, mas minha mãe era do Ballet e eu era louca por Hip Hop. James Brown, Michael Jackson e até mesmo o Chris (por ser mais da minha época) sempre foram grandes inspirações pra minha vida, para minha carreira ainda nem iniciada na época.
Em 2013 tive grandessíssimas conquistas. O primeiro namorado, o primeiro emprego, um tiquinho de liberdade e enfim, dei o primeiro passo em direção a minha profissão: me juntei a uma escola de dança.
Os ritmos não eram lá dos meus favoritos, afinal dança de salão não é algo tão comum entre pessoas mais jovens. Mas logo de início me apaixonei. Mais anos foram se passando, acabei por concluir o Ensino Médio, a ETEC de dança e por fim a faculdade de dança também. Depois da formatura, foi como se eu tivesse tipo o primeiro momento de descanso total, para logo em seguida começar outra batalha.
Não falei muito do meu namorado... Quero dizer, ex. Afinal de contas ele é muito importante, pois é por ele que decidi fazer essa revolução em mim. Passamos por longos cinco anos e meio, quase seis. O nome dele é Guilherme e pra ser sincera ele é um ótimo rapaz. Sem querer parecer clichê, o problema realmente era comigo. Ele era um rapaz pacato, calmo, tudo o que uma garota com um coração real ia querer na minha idade... Mas eu não.
Quando nos conhecemos ele era o inalcançável, tudo que eu poderia querer. Parecia sério e maduro, logo me encantei. Eu, que sempre fui tão precoce, ficava encantada perto de meninos homens.Com esforço o conquistei e com o mesmo esforço tive que o deixar ir. Não tenho o que reclamar, fora as coisas que minhas amigas cismavam em dizer que eram excentricidades minhas. Eu era fogo, ele era brisa. Eu era histeria e ele calmaria. Isso pode parecer ótimo pra quem vê, mas quem não gosta de ser esquentava ao invés de esquentar?!
De qualquer forma, ele era um ótimo rapaz e ainda o é. Ele é um engenheiro elétrico dos melhores, incrivelmente perfeccionista, detalhista em tudo que faz.
A questão é que sou feita de renovação, de surpresas, de exageros. Eu nem ao menos gosto disso ou me orgulho, porém... Essa é a minha essência, o que fazer?! Então o que eu fiz foi a única coisa que me veio à mente: uma viagem.
Peguei todas as minhas economias (o que vejo agora que foi um grande exagero), minhas roupas favoritas e parti rumo ao Havaí. Eu nem ao menos me lembro como ou porquê escolhi esse lugar, mas de qualquer escolhi e de qualquer forma iria para lá. Segui para o aeroporto e liguei para a minha mãe no caminho. Ela entendeu (surpreendentemente, ou nem tanto), mas ainda assim pediu aflita para que eu tomasse muito cuidado.
Até o momento, tudo estava indo bem, fora o cansaço físico. Passar a noite toda em claro e sair de casa com o dia ainda raiando não é fácil pra uma mulher com uma rotina cheia como a minha. Rotina a qual dei uma pausa. Ótimo que estava de férias mesmo do serviço e a decisão tomada por mim e pelo meu ex só se deu por conta de um convite de trabalho que recebi. Mas isso já é outra história.
Descansei um pouquinho na poltrona do avião antes da aeromoça passar os avisos. Apertei os cintos, chequei o celular. Repetia: “Tudo está em ordem, tudo está em ordem!” Mas alguma coisa não estava. Me vi perdida na visão da plataforma do aeroporto de Congonhas e logo as turbinas começaram a funcionar. E com o seu barulho, senti o respaldo alto da poltrona me abraçar suavemente e em seguida o sono fez o mesmo. Involuntariamente, adormeci.

~x~

Leitoras(es) ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://b-l-a-c-k-b-e-a-u-t-y.tumblr.com/
 
"Reset?" [+18]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Bass V-amp não grava (Resolvido)
» ZOOM B1 - Restaurar efeitos de fabrica
» TV TOSHIBA 2159OFS U19 SOM MUITO BAIXO NO VOLUME MAXIMO
» PEDALEIRA BOSS GT6-B. O QUE ME DIZEM DELA? VALE A PENA?
» Desbloqueando a recepção do IC-V82

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Michael Jackson Brasil :: FanZone :: FANFICS-
Ir para: